Curiosidades no Mundo da Moda –

10/01/2017

Modelo : Jéssica A.

Tipos de Modelos

Manequim, do francês mannequin,é ainda o termo empregado em Portugal para designar o profissional que se veste ou usa roupas e acessórios de determinada marca ou estilista para desfilar perante potenciais clientes num palco próprio, chamado de passarela em Portugal. Comum no Brasil nas décadas de 1960 e 1970, o termo caiu em desuso na década de 1980, dando lugar às denominações modelo de passarela (ou modelo fashion), para designar os profissionais que faziam ambos (fotos e passarela), e modelo fotográfico (ou ‘modelo comercial‘), para os que faziam apenas poses para fotos de editorias, capas, filmagens de produtos comerciais etc., mas não desfilavam, geralmente por falta de estatura. A fotografia de modelos pode ter fins artísticos, experimentais, de entretenimento ou comerciais. Comercialmente é comum utilizar-se modelos para associar a um produto ou serviço, uma ideia de beleza ou êxito.

Top Model
Na década de 1980, surgiu o fenômeno top model O termo supermodelo começou a ser mais empregado para se referir a esse tipo de profissional bem-sucedido.

No início dos anos 2000 uma revista inglesa  criou a terminologia übermodel para designar especificamente o sucesso atingido pela modelo brasileira Gisele Bündchen, inédito até então.

Übermodel (do alemão über = sobre, mais o termo inglês model = modelo) designa a modelo que faz mais sucesso, é a mais requisitada e consequentemente a mais bem paga em seu momento na indústria da moda.

Para além desses termos, há na moda a categoria New face, que são modelos recém-engajados, que têm potencial mas poucos meses de carreira e estão se profissionalizando. Geralmente disputaram grandes competições de beleza, como o Supermodel of the World ou o Elite Model Look.

Já o modelo de prova é o profissional usado por indústrias de confecção para fazer a prova do molde que será usado para a confecção em série.

Instagram